2 - Fazer metas a curto prazo

 Saber nossos motivadores é muito importante. Porém, como as gratificações a curto prazo tem mais “força” para a nossa mente é importante criarmos metas a curto prazo. Por exemplo, se meu objetivo final é perder 13kg eu posso ter um objetivo de perder 1kg a cada quinze dias. Destrinchar a meta é uma solução simples, fácil e que funciona muito bem na hora de nos motivar.

3 - Parabenizar-se e comemorar comportamentos positivos e conquistas

As pessoas tem muita dificuldade de parabenizar-se e muitas vezes o fazem com comida, já que sempre foi assim que se comemorou conquistas em suas vidas. Porém devemos exercitar dizer palavras de incentivo para nós mesmos sempre que atingirmos uma meta e sempre que o nosso comportamento estiver de acordo com nossos objetivos.

Maria Cristina Lopes. Psicóloga da dança. Ajuda pessoas a utilizar suas próprias capacidades para aumentar seu bem estar, se desenvolver, atingir objetivos e ter mais qualidade de vida! ​Alcança mais de 30 mil pessoas nas redes sociais com conteúdos e postagens motivadoras. 

Quatro dicas para não fugir das metas

4 - Comprometer-se com comportamentos necessários para atingir objetivos


Quando decidimos emagrecer optamos também por muitas mudanças de hábitos de vida. E isso pode ser desagradável. Mas é necessário comprometer-se com esses hábitos, por que, obviamente, sem eles não atingiremos objetivos! No início é sempre mais difícil. Estamos nos propondo a mudar pensamentos e comportamentos de anos.

Quanto mais eu me comporto de determinada maneira mais eu tenho pensamentos de acordo com este comportamento. Isso se aplica também a hábitos na perda de peso. Se você começar esta semana a se alimentar de forma mais balanceada e a fazer um exercício físico você sentirá maior dificuldade nas primeiras semanas ou meses. Mas pense: “se eu continuar por um ano ficará mais difícil?”. O mais provável é que fique cada vez mais fácil. Isso não significa dizer que não haverão recaídas, mas quando você se sentir desmotivado simplesmente pensará em todos os motivos que fizeram você começar a jornada e onde você quer chegar que ficará mais fácil.

Meu recado é simples: quando estiver difícil continue e lembre-se que se você não desistir seu objetivo estará mais perto. Motive-se todos os dias e não esqueça: é possível!

Evite este tipo de pensamento que pode colocar tudo a baixo!

Uma forma da mente lidar com a vontade de comer é nos enganar. Nosso pensamento usa um pequeno “truque” para nos permitir comer o que queremos. São os pensamentos permissivos. São pensamentos que temos quando nos permitimos uma escapada da dieta e exercícios. Com este “truque” conseguimos um prazer de curto prazo pela comida e sabotamos nosso objetivo final.


Alguns tipos de pensamentos permissivos gerais são “só mais um pouquinho”, “só hoje”, “depois eu faço”, “é só dessa vez”, “já malhei então posso comer mais”, “já que estou estressado hoje eu posso”, “já que estou comendo de forma saudável então posso comer muito”, etc. Esses pensamentos são muito frequentes e é possível que você ainda não tenha conhecimento deles.

Somos orientados por gratificações a curto prazo. Porém, nossas metas serão atingidas a longo prazo. Já a comida, ou um descanso dos exercícios são gratificações instantâneas. Existem algumas maneiras de lidar com os pensamentos permissivos.

1 – Lembrar-se dos motivos que te fizeram começar o processo de emagrecimento. Se você embarcou nessa jornada é por que tem motivos fortes. Quanto mais motivos você tiver melhor! Assim, você sempre se manterá motivado!