Há algum tempo comecei a perceber em mim alguns comportamentos que eram, mesmo que eu não percebesse, muito estranhos. Sou uma pessoa ativa: vou à academia, gosto de correr e praticar atividades ao ar livre. Porém, sou - na maior parte do tempo - bem parada - ou sedentária se preferir. Trabalho sentada e muitas atividades de lazer (como ler ou assistir um filme) também faço sentada. 


Ou seja, meu corpo demanda, em geral, pouca energia. Ao contrário de muitas pessoas que trabalham em pé, andando ou no sol. Isso para mim tem sido ótimo: gosto da minha rotina. Porém, em relação a comida tenho pecado em muitos aspectos. 


Eu sou preocupada em manter uma relação boa com o alimento, por que é nisso que acredito. Acredito, verdadeiramente, que isso é saudável para o corpo e para a mente. Por isso mesmo, comecei a ficar mais preocupada ainda quando comecei a perceber estes comportamentos. 

Será que você está tratando seu corpo como lixo?

​Eu tenho aceitado, como se fosse aquilo que o meu corpo precisasse as porções de alimentos que me oferecem.


Talvez você já tenha tido algum comportamento assim. Quando um restaurante oferece um menu a la carte aqueles pratos são um padrão para servir a qualquer tipo de cliente. Ou seja, uma pessoa magra e um homem alto acima do peso recebem o mesmo prato. Não raro, os dois comem a mesma quantidade, apesar dos seus corpos demandarem, obviamente, quantidades diferentes de alimento. 


O mesmo vale para alimentos que compramos no mercado: fatias de pão, potes de iogurte, etc, etc, etc. Simplesmente vamos de acordo com a música e aceitamos. Eu, como falei anteriormente, sou uma pessoa com pouca demanda de energia. Mesmo assim, aceitava os "pratos feitos". Comia até me sentir demasiadamente cheia! Todos já se sentiram assim em algum momento, correto? Mas com que frequência você se sente assim?


Todo mês? Todo final de semana? Todo dia? 


Será que seu corpo já está te pedindo "chega!" ? Será que você está enfiando comida para dentro dele quando não é necessário?  Será que você come a mais para não "sobrar" ou não estragar?
Será que você está usando seu corpo como lixo? 

Se é assim, não adianta dietas, reeducação alimentar, exercício físico: sua mente precisa mudar primeiro. Se isto não mudar, nada vai mudar. Sua relação com a comida precisa ser boa, prazerosa, saudável e sem dependência. 

Maria Cristina Lopes. Psicóloga do emagrecimento. Ajuda pessoas a utilizar suas próprias capacidades para aumentar seu bem estar, se desenvolver, atingir objetivos e ter mais qualidade de vida! ​Alcança mais de 30 mil pessoas nas redes sociais com conteúdos e postagens motivadoras.