Cintia Diniz - Psicóloga, Pesquisadora, Professora Registrada pela Royal Academy of Dance, Member of the International Dance Council e Consultora de escolas de ballet atuando em todo o Brasil. fb.com/decorpoementecomadanca / @diniz.cintia / cintiadiniz@hotmail.com / +55 11 9.7685-4398 (WhatsApp)

Eu já tive a oportunidade de falar pra vocês sobre o “ballet adulto”, mas agora vamos falar de aulas para alunos de idade mais avançada, a partir de 60 anos. Eu particularmente não gosto de chamar “ballet para terceira idade” ou “melhor idade”, eu prefiro “ballet sênior” e este é um tema que cabe bem no momento atual, pois cada vez mais a expectativa de vida das pessoas aumenta no mundo todo!

Aqui no Brasil, pouquíssimas são as escolas que possuem classes para estas turmas, a grande maioria ou não possui ou possui alguns alunos que estão inseridos nas turmas de ballet adulto mesmo. Mas em países da Europa, este conceito de aula de ballet já está mais difundido, inclusive com programas específicos, como é o caso do Royal Ballet de Londres. O projeto chamado “Silver Swans” (Cisnes de Prata) oferece aulas de ballet para adultos a partir dos 55 anos. Os professores, além de serem formados pela Royal, possuem um treinamento diferenciado para ministrar as aulas para os alunos nesta faixa de idade.

Realmente é importante um preparo não só técnico, didático e fisiológico para as aulas, mas também o conhecimento sobre o momento psicológico que as pessoas nesta fase da vida se encontram. Vamos contextualizar, quando falamos de “aulas de ballet adulto”, estou me referindo mais a uma faixa de idade de 40 a 60 anos, como já discutimos em outro momento. Quando falamos em adultos com mais de 60 anos, falamos de uma fase onde ocorre, de forma mais acentuada, o processo de reflexão sobre a vida, o que mobiliza diferentes tipos de emoções e sentimentos. Podemos identificar pessoas mais nostálgicas nesta fase, lembrando-se do que costumavam fazer em sua juventude e das coisas boas de sua época, ou com a sensação do “dever cumprido”. Este é um dos conflitos psicológicos característicos que ao mesmo tempo em que é bom, pois mobiliza emoções, pode ser prejudicial a partir do momento que se torna algo excessivo e paralisa a pessoa que não vê vontade em realizar nada, por não se sentir produtivo ou interessado pelas coisas mais atuais. Mas os adultos nesta faixa de idade podem se envolver em diversas atividades interessantes e ter uma vivência positiva! Como por exemplo, atividades voluntárias, onde possam levar sua experiência e conhecimento aos mais jovens. Outro conflito identificado nesta fase é a reflexão sobre a morte, que também em excesso, pode levar ao desespero ou a depressão. Para enfrentar este conflito é preciso buscar novas formas de estruturar o tempo de vida que ainda possui, ou seja, buscar o uso do tempo de forma positiva! Aqui podemos falar das atividades de laser e físicas também, e claro, a dança entra como uma das atividades mais ricas e completas, trabalhando corpo e mente! Não necessariamente estes alunos precisam ter alguma formação em dança ou ter realizado alguma aula em algum momento da vida, falamos de adultos seniores que podem não ter nenhuma experiência com a dança.

Os benefícios que a dança, e em especial o ballet traz, são inúmeros! Fisicamente falando, a prática proporciona melhora na força muscular, equilíbrio, coordenação motora, melhora a postura, mobilidade funcional, velocidade, consciência corporal, aumenta os níveis de energia. Estudos comprovam os benefícios da dança no tratamento de algumas doenças que já falamos também, como o Mal de Parkinson, Alzheimer, demência, depressão, câncer, esquizofrenia, hipertensão; bem como na prevenção de doenças. Sob o aspecto psicológico, os resultados também são valiosos! Atua na memória, nas funções executivas, na psicomotricidade; melhora o humor, o rendimento cognitivo, auxilia no processo de socialização que nesta idade é fundamental. E não podemos esquecer que as aulas ajudam num dos pontos mais importante, transmitir o senso de bem-estar que a dança traz.

Como falamos inicialmente, os professores que ministram aulas para alunos seniores devem ser preparados para saberem oferecer uma classe de balé de qualidade técnica, mas também para reconhecerem e responderem às diferentes necessidades dos participantes desta faixa etária. Podemos dizer que a dança é uma maneira de garantir uma vida longa e saudável, trabalhando não somente o corpo com exercícios aeróbicos e consciência corporal e espacial, mas também com o exercício do cérebro, emoções e contato social!







Ballet para alunos a partir dos 60 anos

Inscreva-se e receba o e-book

"Mude sua mente e dance melhor"!

CONTEÚDO VIP

viva a dança sem estresse.