professora penteando bailarina rindo

CONTEÚDO VIP

​​Inscreva-se e receba o e-book

"Vínculo em aulas de dança"!

Para o desenvolvimento em termos de aprendizagem ocorrer o mesmo sistema de vinculação é necessário, em especial, para as crianças. O vínculo entre o professor e o aluno refere-se à qualidade da relação estabelecida entre estes. Neste sentido, é necessário um esforço especial para a construção do vínculo de uma das partes desta relação: o adulto.

O professor extremamente técnico ou sem treinamento e experiência com crianças pode não criar um ambiente seguro para a vinculação positiva ou fazer o esforço necessário para a construção de vínculos com os alunos. Este perfil de professor pode também valorizar alunos com comportamentos inadequados em termos de vinculação, extremamente disciplinados e possivelmente com vínculos da primeira infância pobres. Estes alunos podem ter comportamento evitativo ou podem não buscar proximidade com a figura de autoridade: o professor. Ao invés de valorizar o aluno que não possui um comportamento social adequado o professor deve estimular o vínculo positivo de forma afetiva e construir padrões de comportamentos mais adaptativos.

O professor preparado para lidar com uma turma de crianças – na verdade, com turmas de todas as idades – deve compreender que o vínculo é a base para a aprendizagem e desenvolvimento. Quando há um ambiente seguro e um vínculo positivo entre aluno e professor é possível internalizar os padrões de respostas do professor. A criança neste ambiente é mais coerente e colaborativa. Perceber a criança, estar disponível para suas necessidades emocionais e responder a elas permite comportamentos adequados na criança.

Em especial, a execução do movimento técnico pode gerar inseguranças e exigir padrões de vínculos mais seguros e estáveis. Quando o professor responde de forma positiva, assegurando seu aluno de sua competência e corrige erros de maneira empática a criança pode construir padrões de comportamento mais coerentes e seguros. Desta forma, a criança sente-se verdadeiramente segura quanto a sua técnica e capacidade e desenvolve-se mais rapidamente e melhor. 


COMO FAZER REFERÊNCIA A ESTE ARTIGO:


Lopes, M. C. (2018, abril 2). O vínculo professor-aluno na dança [Blog]. Recuperado de: http://www.mariacristinalopes.com/o-v-nculo-professor---aluno-na-dan-a.html 

Maria Cristina Lopes. Sou formada pela PUC-Rio e mestranda pela Universidade de Coimbra. Trabalho com a dança desde 2013 e desenvolvi o 1º curso de psicologia da dança do Brasil em 2016. Sou defensora da área de psicologia da dança, atendo bailarinos, ofereço consultoria para escolas e companhias e capacito professores e psicólogos nesta área promissora.
Contatos: mariacristinalopes@gmail.com | 21 99305 3432 

A psicologia da dança é uma área de estudo e atuação que visa ajudar bailarinos, professores de dança, instituições de dança e a população de forma geral. Este auxílio pode acontecer de muitas formas. Uma destas formas é promover o bem-estar na população através da dança. Outra forma pode ser a melhora de rendimento em bailarinos. A terceira forma, dentre inúmeras possibilidades, é no treinamento de professores de dança.

Dentro deste tópico a psicologia da dança pode tratar de questões como aprendizagem e desenvolvimento dos alunos de dança. Um tema pouco estudado, mas de extrema importância, é o vínculo do professor – aluno. Para compreender este vínculo específico é necessário compreender a importância do vínculo de forma geral. Para tanto, o primeiro vínculo após o nascimento com os cuidadores é extremamente relevante.

O ser humano desenvolve-se a partir de uma base social. Sem esta base não há chance para o bebê que nasce. Sua genética o permite desenvolver-se, mas sem o cuidado e o vínculo, este desenvolvimento não ocorre. Por isso, os primeiros meses de vida são de extrema importância e os cuidadores devem apoiar o bebê com um ambiente seguro.

Este vínculo se estabelece inicialmente de forma mais sensorial com a alimentação e carinho e depois se estabelece pela linguagem. Crianças que tiveram um vínculo positivo e seguro com seus cuidadores da primeira infância são usualmente crianças que buscam proximidade com outros. Portanto, esta busca por proximidade é encarada como um comportamento saudável.

O vínculo professor – aluno na dança