REFERÊNCIAS:

Chung, J. W. Y., Wong, B. Y. M., Chen, J. H., & Chung, M. W. L. (2016). Effects of Praise Dance on the Quality of Life of Chinese Women. The Journal of Alternative and Complementary Medicine, 22(12), 1013-1019.

de Jesus Carneiro, I., Marques, E. F. L., & Faria, I. A religiosidade evangélica entre jovens de um ministério de dança: espaços formativos e tensões pedagógicas com a escola.

Guimarães, H. P., & Avezum, A. (2007). O impacto da espiritualidade na saúde física. Rev Psiquiatr Clín, 34 (Supl 1), 88-94.

Malanga, E. B. (2011) Dança, Ritual e Comunicação Corporal na Prática Contemporânea do Judaísmo e do Cristianismo Dance, Rituals and Body Commnication in the Contemporary Practise of Judaism and Cristianity.

Tertuliano, A. F. (2017). Panorama da dança litúrgica em grupos da cidade de Parnamirim: contribuições da educação física para o seu desenvolvimento (Bachelor's thesis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte).


COMO FAZER REFERÊNCIA A ESTE ARTIGO:


Lopes, M. C. (2018, outubro 8) Dança de louvor, ministérios de dança e religião: espaços formativos e promoção de saúde [Blog]. Recuperado de: 
http://www.mariacristinalopes.com/dan-a-de-louvor--minist-rios-de-dan-a-e-religi-o--espa-os-formativos-e-promo--o-de-sa-de.html

bailarinas dançando com tutu branco

A dança pela perspectiva da psicologia evolucionista apresenta o papel de sinalizar aliança. Isso é importante para a evolução pois a cooperação aumenta as chances de sobrevivência. Portanto, sinas que demonstrem a aliança são importantes através deste panorama. Porém, por uma perspectiva cultural e histórica a dança possui outras funções específicas.

A dança foi utilizada para rituais, festividades e com funções religiosas. Esta última função foi e ainda é muito usada. Muito longe de estudarmos a dança na religião apenas por esta perspectiva histórica precisamos compreender o que significa dançar em contexto religioso hoje. Afinal, quais são os efeitos da prática de dança religiosa?

maria cristina lopes psicóloga da dança
Maria Cristina Lopes Quando a mente está leve a dança flui Psicologia da dança

Maria Cristina Lopes. Sou formada pela PUC-Rio e mestre pela Universidade de Coimbra. Trabalho com a dança desde 2013 e desenvolvi o 1º curso de psicologia da dança do Brasil em 2016. Sou defensora da área de psicologia da dança, atendo bailarinos, ofereço consultoria para escolas e companhias e capacito professores e psicólogos nesta área promissora.
Contatos: mariacristinalopes@gmail.com | 21 99305 3432 

Há, por exemplo, muitas práticas religiosas que utilizam a dança como ferramenta para culto no judaísmo (Malanga, 2011; Tertuliano, 2017). No Brasil o que talvez esteja em mais evidência é o Ministério de Dança cristão em que pessoas de diversas faixas-etárias podem participar com propósito de adoração à Deus, ensino do evangelho ou outros propósitos. Tertúlio (2017) resume a dança para cada objetivo dentro da perspectiva cristã:

“Dança de jubilo: Transmite alegria e gratidão e celebra os feitos de Deus; são danças alegres, com saltos, palmas e gritos./ Dança de guerra: Realizada contra as forças consideradas malignas; é composta de marchas e movimentos que expressam autoridade, essa conquistada em Cristo./ Dança profética: Fundamentada nos profetas do Antigo 29 Testamento bíblico, consistem em, por meio da linguagem do movimento, o ministro profetizar trazendo uma palavra da parte de Deus para a congregação ou ao momento em questão./ Dança de interseção: Em que o dançarino é levado a interceder e a se colocar no lugar das pessoas que sofrem e em favor delas/ Dança evangelística: Possuem por objetivo proclamar o evangelho das boas novas e a salvação em Jesus Cristo anunciada na Bíblia Sagrada, podendo se realizada nos ambientes de culto ou naqueles considerados para essas pessoas como secular/ Dança de ensino: Ilustram sermões e buscam auxiliar no ensino da doutrina cristã/ Dança de adoração: Possui como objetivo exclusivo o Sagrado em que os dançarinos de forma individual procuram expressar, por meio de seus movimentos, sua devoção, amor e adoração a Deus, proclamando sua soberania.” (Tertúlio, 2017, pp.28-29)


>> Leia também: A dança como terapia para sintomas de depressão 

Dança de louvor, ministérios de dança e religião: espaços formativos e promoção de saúde

Os jovens que participam do Ministério de dança parecem iniciar suas atividades de dança na igreja por motivação religiosa e não artística ou de formação de vinculo (de Jesus Carneiro & Marques). Porém, os ganhos neste sentido são abrangentes para além da religião. Neste sentido professores de dança de louvor afirmam que a dança cria uma comunidade de pessoas envolta da prática religiosa (Chung, Wong, Chen & Chung, 2016).

Sobre os benefícios da dança religiosa um estudo com sujeitos de Feira de Santana inseridos em ministério de dança (de Jesus Carneiro, Marques & Faria) revelou que a igreja constitui um espaço formativo e de lazer destes jovens. Desta forma, a igreja é um espaço para estar em grupo e entre amigos e também por motivos religiosos.

“além de propiciar o conhecimento religioso, as igrejas constituem-se espaços formativos e culturais de socialização destes sujeitos, uma vez que lhes possibilita a participação em grupos de dança, música, teatro, e ensino, além de ser mais um espaço de socialização para os jovens que dela participam.” (de Jesus Carneiro & Marques, p. 308).

Há indícios de que a espiritualidade está relacionada a prevenção e promoção de saúde integral (Guimarães & Avezum, 2007). Especificamente sobre os benefícios da dança religiosa Chung, Wong, Chen e Chung (2016) buscaram compreender os efeitos da dança de louvor em 256 mulheres chinesas (³ 45 anos) na qualidade de vida. Estas mulheres foram inseridas em um programa de 12 semanas com 36 sessões de dança de louvor e então foi utilizado o WHOQOL-BREF (HQ).

Como resultado alguns domínios do questionário para avaliar a qualidade de vida tiveram um aumento significativo como o domínio psicológico. Estes efeitos foram maiores em mulheres cristãs que em mulheres não-cristãs. Como conclusão os autores afirmam que a dança de louvor melhora o bem-estar psicológico em mulheres. 

Realmente podemos perceber que a dança em contexto religioso pode trazer muitos benefícios sociais e psicológicos para além dos benefícios religiosos. Ao invés de utilizar apenas uma perspectiva histórica, a psicologia da dança também auxilia na compreensão da dança religiosa hoje. 


>> Leia também: Sensibilidade, expressão e imagem: entenda como a dança pode melhorar a consciência corporal​